Cristina Buarque e Henrique Cazes homenageam Noel Rosa

Antecipando as comemorações do centenário de nascimento de Noel Rosa, que acontecerá no próximo ano, o Conservatório UFMG trouxe a Belo Horizonte Cristina Buarque e Henrique Cazes no show Sem tostão, que foi realizado no dia 10 de dezembro.

O show Sem tostão… a crise não é boato com Cristina Buarque & Henrique Cazes estreou em março de 1992 e percorreu boa parte do país, sendo gravado ao vivo e lançado em 95 no Brasil e na Europa. Em outubro de 1999, Cristina e Henrique se uniram para novo mergulho na obra do Poeta da Vila com o show “Sem tostão 2… a crise continua”. Agora, resumem os dois espetáculos em um novo show que traz as mais brilhantes composicões de Noel, entremeadas por histórias engraçadas e informativas.

Cristina Buarque
Caçula de uma família de talentos, Cristina começou em São Paulo cantando Paulo Vanzolini e em 1974 despontou com o sucesso do samba “Quantas lágrimas” de Manacéa da Portela. Daí gravou uma série de discos e se tornou uma referência tanto do ponto de vista interpretativo quanto do conhecimento de vastíssimo repertório dos melhores sambistas.

Ao longo de sua carreira Cristina Buarque deixou claro que a opção pelo samba não era oportunismo e sim uma paixão que ela celebra cantando com a Velha Guarda da Portela, fazendo participações especiais em shows de Paulinho da Viola ou resgatando a obra de grandes mestres do gênero, como no recente CD “Ganha-se pouco mais é divertido”, dedicado a obra de Wilson Batista.

Henrique Cazes
Começou tocando no Conjunto Coisas Nossas que realizou diversos espetáculos sobre Noel e a música carioca das décadas de 1920 e 30. Em 1980 passou a integrar a Camerata Carioca, liderada por Joel Nascimento e dirigida por Radamés Gnattali. Desde 88 quando lançou seu primeiro disco solo, vem se firmando como o melhor solista de cavaquinho do país. É o responsável pela Orquestra Pixinguinha com a qual remontou uma série de arranjos originais do mestre do Choro.

Em 1998, Cazes lançou o livro “Choro: do Quintal ao Municipal” e em seguida “Suíte Gargalhadas”, uma antologia de causos envolvendo músicos brasileiros.

No show Sem tostão, com Cristina, Henrique Cazes reencontra o violão, instrumento no qual se iniciou na música, canta e conta histórias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s